Levando minha filha de 1 ano e 6 meses para me ajudar na cozinha

Minha filha, infelizmente, era ruim de garfo. Desde que parei de amamentá-la, tive muitas dificuldades em fazê-la comer. Ela pinçava algumas coisas aqui e ali, mas era daquelas que mal olhava para a comida e decidia que não gostava daquela comida e ponto final. E não tinha ninguém que fizesse ela mudar de ideia.

Hoje ela tem 1 ano e 9 meses. Mas há 4 meses, um móvel me chamou atenção, a “torre de aprendizagem montessori”, que auxiliaria a ficar em pé na pia da cozinha de forma segura. Já que minha filha não tinha interesse em experimentar comidas, pensei em levá-la para a cozinha para ela ter a oportunidade de ver a preparação do alimento.

captura-de-tela-2016-12-07-as-12-01-58

Custa em torno de R$450,00. Mas o meu maior impedimento não era o preço, e sim o tamanho deste móvel. Eu sei que vocês estão carecas de saber – mas não custa relembrar – que minha cozinha é estreita e não entra um móvel desse tamanho, mataria todo o espaço de circulação. Eu deixava minha filha em pé numa banqueta de plástico, mas tinha que ficar atrás dela o tempo todo para que não corresse o risco dela desequilibrar.

E então vi umas ideias bem bacanas no Pinterest como esta foto aqui embaixo e decidi fazer uma adaptação.

captura-de-tela-2016-12-07-as-12-06-35

Comprei esta banqueta de madeira na Leroy Merlin por R$71,90.

 

Pedi para o amigo do meu marido arranjar uns tocos de madeira na oficina dele para fazer uma extensão para cima, coincidindo com a altura da pia da cozinha.

Mas no final, nem precisei fazer a adaptação, pois minha filha se adaptou muito bem mesmo sem as estruturas laterais.

E posso te contar uma coisa? Desde que ela passou a me “ajudar” na cozinha, ela passou a experimentar de tudo. Ela ama subir no banquinho para me ver. Toda vez que vou cozinhar, ela já começa a empurrar a banqueta para perto da pia e começa a subir sozinha para ficar mais perto de mim. Hoje ela experimenta várias comidas na pia mesmo. E tem descoberto novos sabores a cada dia, com isso passou a aceitar muito mais alimentos novos.

Se levo a comida (nova, que ela nunca experimentou) direto para a mesa, ela continua rejeitando. Mas se faço ela experimentar a mesma comida quando ela está no banquinho da pia, ela aceita super bem, e não rejeita mesmo quando levo para a mesa.

Outra tática que deu muito certo foi ter comprado esta cozinha para ela.

captura-de-tela-2016-12-07-as-12-11-16

Eu comprei o gabinete de cozinha e a geladeira numa loja chamada Trenzinho, em São Paulo. Não é um brinquedo barato, mas que fez toda diferença na aprendizagem dela. Hoje ela sabe que tem que lavar as mãos antes da preparação dos alimentos, depois ela simula que está enxugando as mãos, coloca o avental, abre a geladeira, escolhe as frutas e legumes (de plástico) que irá cortar, prepara a comidinha no fogão, e depois dá comida para as bonecas. Tudo é muito divertido e didático. Eu gostei bastante, fora que faz um sucesso danado quando os amiguinhos vêm em casa.

~ Yuka ~

Anúncios

6 comentários em “Levando minha filha de 1 ano e 6 meses para me ajudar na cozinha

  1. Oii tudo bom? Maravilhoso post.

    Você poderia falar sobre compras de material escolar? Tenho visto listas que vão contra ao estilo de vida minimalista que me trás indignação.

    Beijos.

    1. Oi Lori, como minha filha é pequena, ainda não tenho experiência em relação a compra de material escolar, mas vejo que geralmente a lista é imensa e que gera o maior gasto no início do ano. A única experiência que eu tive em relação a esse tipo de listas, foi quando estava pensando em colocar a minha filha na creche particular. Tinha de tudo nessa lista… caneta para tecido, caneta para retroprojetor, pano perfex, álcool gel, algodão, enfim, uma infinidade de coisas, além de fralda, shampoo, etc. E colocando a minha filha na creche municipal do bairro, me surpreendi com a ausência da lista. Não havia necessidade de comprar copo, mamadeira, álcool em gel, nada. Só o que a minha bebê usaria no dia (fraldas, essas coisas). Não sei se a lista muda de escola para a escola (deve mudar), mas não saberia te dizer o quão difícil é mudar de escola, pois tem a adaptação da criança, dos pais, fora o vínculo de amigos já criados. Infelizmente fico te devendo essa. beijos.

  2. Oi Yuka, conheci seu blog em dezembro do ano passado, e acho que já li todos os posts!
    Descobri o minimalismo há pouco tempo, e seus posts tem me ajudado muito nessa caminhada que é ter uma vida mais leve.
    Meu bebê tem só 7 meses, ainda não anda, mas já estou pensando em providenciar uma banqueta dessa. Pois além de poder ficar sempre perto de mim, poderei ensinar desde cedo que homem também pode (e deve) ficar na cozinha haha

    1. Oi Mallu, acho lindo mães que educam os filhos homens a serem cuidadosos com a casa. Eu realmente acredito que filhos que brincam de boneca, de cozinhar, de ajudar na limpeza da casa podem se tornar ótimos maridos e pais carinhosos, pois saberão que essa tarefa doméstica que é tão árdua, não é função somente da mulher. E sim, dos dois. Parabéns! Um beijo.

  3. oi Yuka, que legal que tem dado certo! Eu sempre tive muita dificuldade para comer verduras, então a introdução alimentar foi algo que me deixou bem tensa porque não queria que minha filha tivesse o mesmo problema.
    Desde o início ofereço variedade de frutas e verduras e deixo mexer. Ela sempre gostou de colocar a mão no prato e tentar comer sozinha. Faz sujeira, mas depois eu dou um jeito, não tem problema. Felizmente ela come bem, mas tem suas fases. Realmente nós precisamos testar outras estratégias quando as coisas não vão do jeito que gostaríamos.
    A ideia da cozinha foi muito legal 😉

    1. Oi Bruna, já teve dias que minha filha não comeu por 2 dias completos, nesse dia até chorei de desespero rs. Realmente ela não se alimentar é meu ponto fraco… Deve ser de todas as mães. Mas o banquinho e a cozinha fez muita diferença, não vou dizer que ela é boa de garfo, mas melhorou muito! Beijos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s