Como facilitar a preparação da comida usando o freezer

freezer4

Uma coisa posso afirmar.

Eu ADORO o freezer da minha geladeira.

E por eu gostar tanto de usar o freezer, quero dividir um pouco com vocês o que gosto de ter sempre no congelador para poder preparar algumas comidas de última hora.

  • Queijos ralados: eu compro 3 queijos: um pedaço de provolone, um pedaço de parmesão e um pedação bem grande de muçarela. Ralo tudo no ralador grosso, coloco num saco, misturo bem e boto para congelar. Uso para fazer risoto, creme de queijo no pão italiano, macarrão com molho branco de 3 queijos, batata recheada, recheio de sanduíche, recheio de torta, etc.
  • Alho poró: lavo bem, corto em rodelas, e coloco num saco para congelar. Uso para fazer risoto, arroz colorido, quibe recheado, recheio de torta, salmão assado com alho poró, etc.
  • Hambúrguer caseiro: quando vou fazer hambúrguer em casa, já aproveito para fazer bastante para poder congelar. Coloco em bandejas e levo para congelar, somente depois de congelado que coloco num saco. Uso como hambúrguer no pão, hambúrguer à parmegiana, às vezes vira carne moída para macarrão.
  • Geléia de morango caseiro: minha mãe faz geléia de morango 1 vez por ano. Ela faz e me dá em um pote de sorvete e na medida que vou utilizando, vou repondo o pote de geléia que fica na geladeira.
  • Pão de queijo: é muito bom ter alguns pães de queijo no congelador.
  • Mandioca: quando encontro mandiocas bonitas, aproveito e compro a mais para congelar. Eu descasco, lavo para tirar a sujeira, coloco num saco e vai para o congelador.
  • Pão: sim, congelo pão. Tem um pão de forma japonês que gosto muito de comprar no bairro da Liberdade, em São Paulo. Só que não é sempre que passo na loja. Por isso já compro 3 pacotes e congelo no freezer.
  • Caldo de galinha caseiro: o caldo é concentrado e a medida é 1 xícara. Uso para tudo. Base de sopa, risoto, etc.
  • Ervilha: ervilha fresca congelada é tudo de bom.
  • Carnes separados em porções: carne moída, carne de vaca, filé de frango, carne de porco, filé de peixe, osso (para tirar caldo depois), etc.
  • Polpa de suco
  • Gelo artificial: é bom para colocar dentro do recipiente de água do climatizador nos dias calor, ou até mesmo colocar na bolsa térmica em dias de picnic.

Às vezes tem outras coisas, mas esses itens acima nunca faltam no meu congelador.

~ Yuka ~

O minimalismo é a ponta do iceberg para ter uma vida mais consciente

captura-de-tela-2016-08-29-as-08-56-58

Há 4 anos descobri o minimalismo. E desde então tenho tentado levar uma vida mais leve e simples. E com a introdução do minimalismo na minha vida, vieram todos os outros comportamentos que carrego hoje.

Primeira lição: aprender a desapegar das coisas.

Segunda lição: aprender a desapegar de pessoas negativas.

Terceira lição: viver com menos.

Quarta lição: ter o conhecimento da minha suficiência (quantidade que basta para algo) e parar de comparar com as outras pessoas.

Quinta lição: o consumo consciente.

Sexta lição: a importância da sustentabilidade.

Levar um estilo de vida minimalista possibilitou com que eu me conhecesse melhor. Por isso acredito que ainda irei descobrir a sétima, oitava, nona lição, mas por enquanto estou nesta sexta. 🙂

~ Yuka ~

A indústria da beleza e a insegurança das mulheres

mila-kunis

Atriz: Mila Kunis

Eu me sinto linda… até começar a folhear alguma revista de moda no consultório médico.

Mulheres lindas nas propagandas, com pele radiante, cílios longos, sem pelos, cabelos sedosos sem frizz, pele corada e saudável, dentes brancos, sobrancelha perfeita, barriga chapada (depois de 1 mês de pós-parto, claro), lábios carnudos e rosados.

E daí eu me olho… pernas peludas por não ter tido tempo de fazer a depilação, olheiras por falta de sono, calcinha bege, unhas pintadas, mas descascadas por ter lavado louças…

Para mim, essa questão toda é muito bem resolvida, porque eu sei que ninguém consegue estar bonita 24 horas por dia. Até mesmo a Gisele Bundchen deve acordar com o cabelão desarrumado.

Mas será que todas as mulheres têm essa consciência?

A indústria da beleza traz (propositalmente) insegurança para as mulheres, porque é dessa forma que atrai as consumidoras para gastarem seu dinheiro ao tentarem se aproximar daquela pele bonita de uma determinada atriz, exterminar de vez aquela celulite que insiste em aparecer, comprar produtos para emagrecer etc.

Acho legal a pessoa gostar de se cuidar, só não pode tornar isso uma obsessão.

E você, tem consciência de que é linda?

~ Yuka ~

Reduzindo a quantidade de esmaltes

img_2673

A pedido da leitora Ana Paula, hoje o post é sobre os esmaltes que tenho.

Lembram que eu tinha uma maleta de esmaltes? E que eu tinha em torno de 40 esmaltes e vários acessórios para as unhas?

Hoje, a minha caixinha de esmaltes se resume a esta bandeja aqui. Tento comportar somente o que é realmente necessário. Alguns esmaltes, um alicate, espátula, lixa, algodão, acetona, enfim, poucas coisas.

img_2671

img_2670

img_2672

Eu comentei em um dos posts que parei de assistir televisão. Não saber as cores da moda, fez toda diferença para ter poucos esmaltes. Agora compro somente cores que sei que ficam bem em mim, e não as cores que estão na moda. 🙂

~ Yuka ~