A consequência de viver sem televisão

Captura de Tela 2016-06-15 às 10.02.49

Sim, é possível viver sem televisão.

Eu, que era viciada em televisão, noveleira assumida, consegui parar de assistir e confesso que não sinto mais falta.

Após mais de 16 meses sem assistir televisão, olha as coisas que eu percebi:

  • a vontade de fazer compras por impulso cessou completamente. Não assistir televisão significa não ter acesso a comerciais que vendem perfumes, tênis, promoções de eletrodomésticos… Não assistir comerciais, significa não sentir pressão para comprar ovos de Páscoa, presente para o Dia dos Namorados, não ficar nem sabendo das “promoções imbatíveis”… Não assistir novela significa não saber a roupa que está na moda, a cor do esmalte do momento e os acessórios mais pedidos de uma determinada atriz famosa. E sem todas essas influências, passei a me preocupar em roupas que fiquem bem no meu corpo, independentemente da moda do momento.
  • depois que parei de assistir televisão, fiquei mais crítica e observadora. Comecei a ler notícias que antes não eram veiculadas na mídia, ou era passada de outra forma. E percebi como a mídia induz e (até mesmo) manipula as notícias. Notícias que leio pela internet de uma forma, é passada de outra forma pela televisão, ou simplesmente não é passada. Noticiam sobre coisas que julgo não ser importantes para desviar a atenção dos problemas importantes. Pode uma coisa dessas?
  • a maioria da mídia popular é de direita. Globo, Veja, Folha de São Paulo, Estado de São Paulo, Abril, Record, Isto É, SBT… Aprendi a ler conteúdos de esquerda para saber os dois lados da história, para finalmente tirar a minha própria conclusão. Antes, eu assistia aos telejornais e interpretava aquilo como verdade absoluta. Hoje vejo que não é bem assim.

Já ouvi dizer que a televisão nos deixa mais burros… não posso afirmar que é uma verdade, mas no meu caso, após mais de 1 ano sem assistir televisão, percebo que estou muito mais atenta às coisas que acontecem ao meu redor.

Hoje eu procuro as notícias que julgo ser importantes para mim.

Sendo que antes, era a televisão que selecionava as notícias que julgava ser importante para mim.

~ Yuka ~

 

Anúncios

24 comentários sobre “A consequência de viver sem televisão

  1. Oi, Yuka! Também não tenho televisão em casa e não sinto a menor falta. Quando quero ver filmes/séries vejo no computador e só leio notícias online também. Quando vou para a casa da minha mãe, sento com ela na sala para ver TV e fico incomodada, as novelas parecem super forçadas e a manipulação das notícias é gritante, os comerciais são apelativos… Não percebia quase nada disso quando assistia televisão por hábito também.

    O único programa que realmente gosto de assistir hoje em dia é Masterchef, mas assisto na casa do meu namorado/por streaming/no youtube. Inclusive, prefiro ver no youtube justamente pela falta de comerciais!

    • Oi Bárbara. Eu também não percebia que a televisão era tão apelativa, até parar de assistir. Lembro que me sentia constrangida em datas comemorativas, porque parece que as propagandas querem mostrar que o amor é medido pelo preço dos presentes que compramos. Quanto mais caro, mais você ama alguém. Hoje me sinto muito livre. Livre para assistir vídeos no YouTube, filmes e seriados no NetFlix e acompanhar alguns sites pela internet. Um beijo.

    • Olá Krasiva. Eu também não imaginei que pudesse viver sem televisão, pois sempre gostei demais de assistir televisão. Foi um “por acaso” que parei de assistir TV. Estava tendo inúmeras cobranças indevidas da TV a cabo e resolvi ficar só com a internet. E a empresa resolveu tirar também os meus canais abertos. Ou seja, para conseguir assistir canais básicos como Globo, SBT, Record, eu deveria passar a pagar um plano básico para a NET. O que recusei de cara. E esse foi o início dessa história. No final achei bom, porque hoje não sinto mais falta da televisão. Beijos.

  2. Olá, Yuka! É realmente um avanço ficar sem televisão, eu ainda não consigo, pois gosto de filmes e, aliás, só ligo a TV pra ver se encontro algum que me interesse, o que nem sempre acontece… Costumo trocar a TV pela internet, mas acho que deveria deixar até a internet de lado para ler mais, uma das atividades que sempre amei! A tecnologia nos ajuda muito, mas para tudo tem que ter moderação. Deixar a televisão é realmente uma liberação!! Bjos

    • Oi Sílvia, e sabe o que foi bem legal no meu caso? Parei de assistir a televisão, e passei a assistir mais programas em japonês (no YouTube) e também em inglês (no NetFlix), o que aumenta a fluência nestes idiomas. Pra mim, foi muito bom essa migração da televisão para a internet. Beijos.

  3. oi Yuka, boa observação….não sinto falta da tv também. Lá em casa, a sala de tv é mais um lugar de bate-papo, do que para assisti-la mesmo, minha vó que é uma noveleira inveterada, fica doida com o falatório rsrs. Penso que a tv nunca me chamou tanta a atenção, no que se refere ao consumo (penso eu, posso estar enganada rs). O que realmente me laça é a internet….é com ela que estou precisando tomar cuidado. Obrigada por mais um post que nos faz refletir….

    • Oi Ana. É, a internet também é um terreno perigoso, se usado em excessos. Eu tenho sentido uma certa estafa por excesso de informações. Ainda não sei o que posso fazer para aliviar um pouco essa sensação. Talvez acessar menos internet, sem celular, sem tecnologia? Ainda não sei… mas vamos conversando. Um grande beijo.

  4. Oi Yuka amei seu blog ! Já faz um ano que conheci o minimalismo e a há tempos venho buscando uma vida mais simples leve e feliz. Longe dos excessos e aos poucos estou mudando alguns hábitos que considero prejudiciais ao meu bem estar. Parar de assistir tv ainda não consegui mas já reduzi bastante o tempo em que passo em frente a mesma. Mas aos poucos venho ganhando mais consciência e tudo vai se encaixando. Bjs.

    • Oi Cida. Reconhecer o excesso é o primeiro passo para a mudança. Como disse no comentário anterior, eu acho que estou sentindo um excesso de informações, sabe? Fico no trabalho 8 horas no computador, chego em casa e ainda acesso alguns sites de notícias pelo celular, depois assisto alguns vídeos pela internet… Talvez eu mude alguma coisa ainda na minha rotina para tentar desacelerar o meu estilo de vida. Um grande beijo.

  5. Oi Yuka, que interessante! Estava pensando nessa questão da TV hoje. Estou passando por um período de “dieta da informação” e tem sido bem produtivo. Há muitos anos que não assistia novelas, nem canais abertos, mas gostava de assistir canais de notícias da TV a cabo, apesar de ultimamente perceber que o excesso de informação estava me deixando ansiosa.
    Recentemente resolvemos cancelar a TV a cabo e tenho assistido apenas alguns vídeos no youtube e netflix (intencionalmente escolhidos ao invés do zapear da televisão) e acompanhado as notícias numa frequência BEM menor em sites não sensacionalistas. Muito interessante o efeito que tem olhar as coisas de uma distância maior não é? Estou gostando da experiência 😉

    • Oi Bruna! Eu ainda tenho sentido um excesso de informação, mesmo sem televisão. E apesar de ainda não saber o que mudar para melhorar essa minha percepção, tenho pensado muito nestes últimos meses o que posso fazer para desacelerar e desconectar. Assim que descobrir, te conto por aqui. Um grande beijo.

  6. Yuka, estou impressionada com o tempo que você está sem assistir televisão. Eu me incomodo muito com essa coisa ligada, mas, desde abril, quando passei a morar com meu namorado, acabo vendo mais do que gostaria porque ele gosta. (Mesmo que fique com o notebook no colo lendo outras coisas.)
    As pessoas são muito acostumadas com isso, né? Todo mundo que vem aqui em casa fica impressionado que não temos televisão no quarto – me recuso! E, apesar de eu gostar bastante de assistir algumas séries, concordo com todas as suas colocações. Também leio muito e fico louca com a visão que alguns veículos nos passam. Não podemos perder nossa capacidade crítica nunca. 🙂
    E, sabe, ultimamente tenho preguiça dessas marcas grandes que aparecem em comerciais toda hora. A vida realmente melhora quando passamos a consumir apenas o que nos faz bem.
    Beijos,
    Bru

    • Oi Bruna. Eu entendo bem essa “preguiça dessas marcas grandes que aparecem em comerciais toda hora” rsrs porque eu sinto a mesma coisa. E olha que nem assisto mais televisão heim? Mas vejo algumas propagandas piscando nas laterais de alguns sites e isso têm me incomodado bastante… Do tipo, poxa, de novo? rsrs. Beijos.

  7. Que bom que achei alguém igual a mim!! Vivo sem televisão numa boa, nunca fui chegada, quando estou sozinha em casa ela nunca é ligada. Em compensação meu marido gosta muito, mas quando assiste, prefere assistir filmes e documentários.

  8. Oi Yuka, adorei seu texto, como sempre!
    Eu não tenho costume de assistir canais abertos, novela não assisto há uns 15 anos… Noticiário de canal aberto parei também, é só tragédia :/
    Gosto de alguns programas da TV a cabo, mas estou assistindo pouco. Já falei pro marido pra cancelarmos, mas ele não quer (mesmo que ele só assista History, GNT e Cartoon)… Netflix vejo e gosto. Acho que vale a pena pra quem é fã de seriados e filmes (hoje mesmo vou ver Narcos)!
    Me rendo ao Youtube e aos blogues de minimalismo #oseuémeupreferido 🙂 Mas mesmo no Youtube seleciono bem o que assistir, pq tem tanta coisa que quando a gente vê passou uma hora. Na maioria das vezes deixo música rolando e vou fazendo o que tenho pra fazer 🙂

    Mas minha vida melhorou mesmo depois que fiquei sem celular. Estou desde abril sem e não sinto falta! Antes eu já acordava “conectada”. Agora fica mais fácil decidir quando quero entrar no mundo virtual, já que com o celular parece que a gente está conectada o tempo todo! Mas a pressão ta grande pra eu voltar a ter celular.. Parece que as pessoas a minha volta se incomodam mais que eu. Elas querem que eu tenha pq se precisam falar comigo não querem esperar e tal, até entendo, mas não estou disposta a ter o aparelho.. Desculpa ter falado tanto rss Beijos

    • Oi Rosana, sério que você conseguiu ficar sem celular? Que inspiração!!! Eu ainda sou inseparável… É que (não sei se serve como justificativa, mas…) eu uso como agenda, tem lista de supermercado, entro nos bancos, tiro foto, faço controle financeiro, leio livro, enfim, meu celular meio que serve pra tudo. Então ainda não consigo me separar dele. Quem sabe mais pra frente? Um grande beijo!

  9. Oii Yuka, deve estar sendo uma vivência muito interessante pra você. Parabéns! Eu também quase não assisto tv. Quando assisto, costumo ver documentários e filmes. Ainda não tenho a intenção de largar de vez a tv, mas acho q seria uma experiência interessante. O que fiz recentemente para me libertar um pouco do excesso de informação, foi desativar minha conta no facebook. Eu já não passava muito tempo no face, mas resolvi dar um tempo. Acho q vai ser uma boa experiência também. 🙂 Bjo Jana

    • Oi Jana, com certeza, meu próximo passo é fazer um detox digital. Esse excesso de informação deixa a nossa cabeça confusa demais. Só ainda não sei como posso fazer isso no dia-a-dia, quando começar, posto aqui no blog. Um grande beijo!!!

  10. Oiiii Yuka saudades de vir aqui comentar…também não sou de assistir muito tv prefiro ouvir musica. Só assisto mesmo que escolho se gostar muito rs…mas já fui noveleira ! super bjsssssssssssss

    • Oi Lari, estou passando por isso também rs. Tanto que eu já decidi, que na minha licença maternidade (provavelmente no início de abril), vou fazer um detox digital, e depois contar a experiência aqui no blog. Eu acredito que irá dar certo (tem que dar certo), porque eu quero passar menos tempo na internet. Beijos.

  11. Pingback: Retrospectiva dos meus posts de 2016 | VIVER SEM PRESSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s