Os segredos da 25 de março

169

Desde que passei a morar em São Paulo, um dos lugares que mais gosto de passear é a 25 de março.

Pra mim, passear lá é como se fosse um mundo encantado. A cada visita, descubro lojas novas que me deixam de queixo caído. Até brinco que conheço a 25 de março como a palma da minha mão. Três dias antes da minha filha nascer, com meu barrigão de 9 meses, passeava por lá na maior tranquilidade.

Hoje vou mostrar pra vocês as minhas lojas preferidas.

TECIDOS

Para quem procura tecidos de patchwork, há um prédio que é o paraíso. Fica na Rua Cavalheiro Basílio Jafet, nº38. Nesse prédio há várias lojas de tecidos, mas gosto especificamente de duas:

  • Fernando Maluhy (9º andar): vendem tecidos a partir de 50cm.
  • ATX (7º andar): vendem tecidos a partir de 50cm.

Na rua, sempre passo em 2 lojas:

  • Niazi Choft: essa loja possui várias filiais na 25 de março, mas a mais completa é o da Rua 25 de Março, nº607. Suba até o 7º andar e se perca nos tecidos. Vendem tecidos a partir de 1 metro.
  • Metrópole: essa loja possui tecidos um pouco mais caros, mas tem tecidos bem lindos. Vendem tecidos a partir de 30cm e fica na Rua Comendador Abdo Schahin, nº52.

 

AVIAMENTOS (botões, sianinhas, viés…)

A loja imbatível mesmo é a Armarinhos Fernando. Na minha opinião, é a loja mais barata que existe para comprar aviamentos. O único porém é que todo mundo sabe disso e a loja fica abarrotada de pessoas. O segredo é ir bem cedinho. Esta loja também tem várias filiais, mas gosto de ir na maior delas que fica na Rua 25 de Março, 864.

  • Rei do Armarinho: Outra loja grande que vale a pena uma visita por causa do preço bom. Rua Cavalheiro Basílio Jafet, 99.
  • Comercial Becel: O preço não é tão competitivo como a do Armarinhos Fernando e Rei do Armarinho, mas o bom é que a loja não é tão lotada. Dá para fazer as compras calmamente. Tem uma variedade maior de viés, fitas e de bastidores. Rua Comendador Abdo Schahin, nº52.
  • Metrópole Galeria: Eu chamo esta loja por este nome porque fica dentro de uma galeria. É da mesma filial que a Metrópole que fica na rua. Só que vende miudezas em geral. Gosto de comprar zíper por metro e manta acrílica. Rua Comendador Abdo Schahin, nº62.
  • Vandir Botões: pense num paraíso de botões. Achou o lugar. A loja vende botões de todas as cores, de todos os tamanhos e de todos os tipos. É uma loucura. Fica na mesma galeria que a Metrópole Galeria. Rua Comendador Abdo Schahin, nº62.

 

PEÇAS PARA BIJUTERIA

  • O segredo é conhecer as lojas que ficam escondidas dentro dos prédios. Há prédios inteiros que vendem peças para bijuteria. Rua Ladeira Porto Geral, nº52 e nº106.

 

PRESENTES (PARA CASA)

A loja Doural tem vários produtos para casa, desde pratos, panelas e copos. Mas o segundo andar da loja é o que tem de bom. A maioria dos produtos do segundo andar são importados, lindos e ótimos para presentear ou decorar a casa com itens diferentes. Rua 25 de Março, nº595.

Boa perdição para vocês.

~ Yuka ~

Horta minimalista 

Faz tempo que não publico sobre a minha horta orgânica em apartamento.

Desde a última publicação, muitas coisas mudaram por aqui e acabei tornando a minha horta “minimalista” também. Antes eu tinha o fim de semana para cuidar da horta, mas com uma bebê em casa, tive que mudar um pouco a rotina doméstica.

Ou seja, ao invés de cultivar verduras que é preciso replantar periodicamente (como alface, rabanete, etc), estou me concentrando nas plantas que são permanentes, que posso colher com certa frequência até chegar o momento em que será necessário replantar novamente, que são na sua maioria temperos:

Manjericão e manjericão roxo

Manjericão e manjericão roxo

Tomilho limão

Tomilho limão

Salsinha

Salsinha

Cebolinha

Cebolinha

Alecrim

Alecrim

Mitsuba

Mitsuba

Babosa

Babosa

~ Yuka ~

 

Desidratando alimentos

Tudo bem com vocês?

Hoje quero compartilhar a minha mais nova diversão do momento: desidratar alimentos.

Sempre tive muita vontade de comprar um desidratador de alimentos para fazer os meus tomates secos.

A minha sogra fazia uns tomates secos no desidratador de alimentos, mas há alguns anos, ela doou a máquina, só que eu nunca consegui esquecer os seus deliciosos tomates secos.

Até que navegando na internet achei uma promoção imperdível e depois de pensar muito resolvi comprar.

Olha, estou gostando bastante.

Já desidratei tomate, maçã, manga e laranja, mas o que mais gostei até agora foi o tomate e a maçã.

desidratador1 desidratador2 desidratador3 desidratador4

TOMATES

Eu corto os tomates em rodelas de mais ou menos 1,5cm e salpico açúcar e sal uma única vez. De tempos em tempos eu viro as rodelas, mas não acrescento mais nada. O tempo varia muito, já que a desidratação acontece bem devagar, em torno de 8 a 12 horas, mas tiro quando os tomates ficam bem murchos e mais avermelhados.

Coloco os tomates secos em um vidro com azeite, 2 dentes de alho, um pouco de orégano, 3 folhas de louro e pimenta do reino em grãos e deixo curtir algumas horas (ou alguns minutos – porque tem dias que a vontade de comer logo é grande).

desidratador5 desidratador6 desidratador7 desidratador8 desidratador9

Infinitamente mais gostoso do que aqueles que a gente compra no supermercado.

~ Yuka ~

DIY almofadas estilo minimalista

Dia desses fui na 25 de março para comprar um pouco de tecido para fazer uma almofada preta e outra listrada.

A inspiração veio destas fotos aqui: 

  

Costurei seguindo tutoriais que encontrei na internet. Mas atenção… Lavem o tecido antes de costurar. Além de correr o risco do tecido encolher, no meu caso, o tecido listrado desbotou. Se eu tivesse lavado antes, poderia ter voltado na loja para trocar o tecido. Como eu já tinha finalizado a almofada, não dava pra voltar na loja com uma capa de almofada…

Vivendo e aprendendo.

Segue a foto de como ficaram as almofadas.

Daí a sala da minha casa ficou assim com as novas almofadas.

Novas almofadas!!!

~ Yuka ~

8 dicas para economizar no supermercado

supermercado

Já foi a época em que R$100,00 enchia um carrinho de supermercado.

E para driblar os altos preços, vou compartilhar aqui as dicas que funcionaram comigo.

1. ) COMPARE PREÇOS

Essa dica é das antigas, mas vejo que realmente vale a pena. Eu achava meio complicado comparar preços porque eu sempre comprava coisas que não estava precisando. Por isso agora eu sempre levo uma lista dos itens que preciso comprar e sigo fielmente a lista. No início do mês, fiz uma compra para abastecer a minha despensa e a diferença de preço no final desta compra foi surpreendente, nada menos que R$55,00 de economia em uma única compra. Imagina como vou economizar se eu fizer o mês todo? E comecei a lembrar o que um professor havia dito para mim há alguns anos. “O supermercado quando faz promoção de pão, eleva o preço da manteiga.” E essa relação se estende em outros produtos: promoção no molho, aumenta o macarrão; promoção no carvão, eleva o preço da carne… Por isso a necessidade de passar em 2 mercados para conseguir comprar o “pão” mais barato em um mercado e a “manteiga” mais barata no outro mercado.

Na prática, eu faço assim:

Quando monto a lista de compras, já monto por ordem dos corredores me baseando no primeiro mercado (já que cada mercado tem a sua forma de colocar os produtos nas prateleiras): primeiro o corredor das verduras e frutas, depois os laticínios, itens de mercearia, produtos de limpeza, etc. Assim fica fácil anotar os preços.

Escolho 2 supermercados mais próximos da minha casa e que fica na mesma direção. Passo primeiro no mais próximo, anoto rapidamente todos os preços e já vou para o outro mercado fazer as compras. Compro somente o que está mais barato, e se tiver tempo, volto no primeiro mercado para comprar os itens restantes.

Olha como vale a pena comparar:

Se eu tivesse feito a compra somente no supermercado que sempre ia, eu teria gasto os seguintes valores (são valores reais, tá?):

  • Semana 1: R$162,42
  • Semana 2: R$41,25
  • Semana 3: R$117,03
  • Semana 4: R$299,99

Comparando os preços do jeito que eu expliquei acima, os valores abaixaram:

  • Semana 1: R$125,92
  • Semana 2: R$36,75
  • Semana 3: R$107,93
  • Semana 4: R$232,92

Ou seja, eu gastaria R$620,69 ao invés de R$503,52. Uma economia de R$117,17 em um mês. Nada mal, heim?

2. ) NÃO COMPRE CARNES NO SUPERMERCADO

Não sei se vocês compartilham da mesma opinião que eu, mas tenho achado as carnes no supermercado um absurdo de caro. Agora compro no açougue ou em lojas especializadas em carnes (como a Swift) e já compro carne para 2 meses. Percebi que sai bem mais barato do que comprar em bandejinhas.

3.) CULTIVE ALGUNS TEMPEROS

Eu tenho uma hortinha onde cultivo alguns temperos. Até tentei plantar alface, rúcula, mas dava muito trabalho. Agora tenho somente temperos que uso com bastante frequência: tomilho, alecrim, manjericão, cebolinha e salsinha. A parte boa é que desta forma, os temperos nunca murcham, já que colho no momento da preparação da comida.

4.) NÃO JOGUE COMIDA NO LIXO

A minha mãe outro dia falou que ela não produz lixo orgânico. Demos até risada desse comentário, mas a verdade é que ela consome quase tudo com a casca. E o que não come com a casca, guarda no congelador para fazer sopas, caldos, etc. Eu sempre me pergunto, qual a diferença de jogar comida no lixo e rasgar dinheiro? Nenhum, né? Para isso, o ideal é ir treinando para transformar os pratos em outros pratos, dando sempre a impressão de que não está comendo a comida de ontem. Por exemplo: a almôndega de ontem, vira macarrão com carne moída; a sobra de arroz de ontem, vira bolinho de arroz; etc.

5.) FAÇA ESTOQUES DE ALGUNS PRODUTOS

Apesar de muita gente não recomendar fazer estoques por acreditar que é dinheiro parado, eu discordo em partes. Faço estoque de itens que sempre consumo quando está na promoção. Por exemplo, sempre compro leite em torno de R$2,80. Outro dia o mesmo leite estava na promoção por R$1,70. Comprei várias caixas.

6.) NÃO COMPRAR PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS

Aprenda a cozinhar coisas gostosas. Ao invés de comprar um bolo pronto, faço um bolo. Ao invés de comprar uma torta, faço uma torta. Além de ser mais saudável, é muito mais gostoso. Para facilitar, congelo o que for possível, como molho de tomate, tortas, etc. Acho interessante “colecionar” receitas fáceis e gostosas.

7.) EXPERIMENTAR OUTRAS MARCAS

Eu gosto de experimentar marcas novas, pois se não gostar, é só voltar para a marca que gosto. E muitas vezes tenho surpresas agradáveis. Em casa a gente faz assim, como meu marido tem o paladar mais aguçado, eu vou comprando algumas marcas para ir experimentando e quando ele não gosta do sabor de alguma, ele já me avisa para que eu não compre mais daquela marca. Muitas vezes, o produto mais caro não é sinônimo do mais gostoso.

8.) QUARTA-FEIRA É DIA DE FEIRA

Alguns mercados têm os dias da semana de promoção. Acompanhe e tente conciliar a agenda.

~ Yuka ~