O mito de que alimentos orgânicos são mais caros

Não sei se vocês também têm essa impressão… mas eu sempre achei que produto/alimento orgânico era mais caro que os alimentos com agrotóxicos.

Resolvi tirar a dúvida, indo em uma feira orgânica aqui perto de casa e no mesmo dia, comparar o preço no supermercado que frequento.

O resultado foi surpreendente…

mito_organico_tomatecereja
mito_organico_abobrinha
mito_organico_couveflor

mito_organico_vagem

mito_organico_mamao

mito_organico_alface

mito_organico_espinafre

mito_organico_rucula

mito_organico_uva

Olhando a diferença de preço percebe-se que vale muito, mas muito mais a pena começar a frequentar a feirinha orgânica, pois produtos orgânicos vendidos no supermercado são mais caros sim, mas nas feiras orgânicas, o preço é bem competitivo.

Para quem tiver interesse, IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) tem um mapa com todas as feiras orgânicas disponíveis pelo Brasil. Foi assim que eu descobri que havia uma feirinha bem perto de casa.

~ Yuka ~

Anúncios

Afinal, quanto custa ter um filho?

maternidade

Eu sempre tive uma curiosidade muito grande em saber se todos os objetos, roupas, brinquedos, preparação do quarto e se tudo o que os pais compram são realmente necessários, ou se são supérfluos.

Concordo muito com o texto da Rosely Sayão que eu comentei aqui, Mas nunca soube responder com exatidão por justamente não ter a experiência de uma maternidade.

Eu descobri que estou grávida do meu primeiro filho. E resolvi aproveitar essa experiência para tentar compartilhar com vocês o que é necessário e o que eu achei desnecessário na minha gestação.

Encontrei esse post, do blog Vida Organizada, muito interessante e acho que muita coisa irei seguir.

Muitas pessoas perguntaram para mim, agora que estou grávida, se eu compraria um carro. Não, não comprarei um carro. E também continuarei no meu apartamento de 1 dormitório.

O berço ficará no nosso quarto, dividindo o quarto conosco. Claro, não para sempre, mas até o filho completar 1 ou 2 anos. Esse é o tempo necessário para continuarmos com o nosso planejamento de juntar dinheiro suficiente para fazer a mudança para um apartamento de 2 quartos, com planejamento e segurança financeira.

Também não comprarei muitas coisas, apenas o necessário.

Pra mim, a questão toda não é economizar ou não querer gastar dinheiro. Eu não quero comprar o que eu não vou usar. A economia que gera por eu tentar viver uma vida mais simples, é a consequência.

Não quero ter o trabalho de ir na loja, escolher, pagar, esperar chegar em casa, arranjar um lugar em casa pra colocar o que comprei, não quero tirar o pó de uma coisa que não uso, depois ter o trabalho de me desfazer (dar para alguém? Vender? Jogar fora?) e perceber que gastei energia e tempo à toa.

Por isso penso e analiso muito antes de trazer algo em casa para não trazer dor de cabeça futura.

A nossa prioridade será dar atenção, carinho, amor, educação, conhecimento, e principalmente tempo para o nosso filho.

Será uma nova fase 🙂

O próximo post será sobre a lista de enxoval minimalista para bebê que eu estou montando.

– Yuka –

Aumente a durabilidade dos alimentos embalando-os à vácuo

Gosto de tudo o que facilita a minha vida. Acredito que quanto mais simples e fácil for a nossa vida, mais sobra tempo para fazer as coisas que nos dão prazer.

Comprei esses sacos à vácuo pela internet e no kit já vem uma ferramenta que tira o ar do saco de forma manual.

vácuo

Comprei com a intenção de facilitar a minha vida e de conservar os alimentos por mais tempo, sem a necessidade de congelar.

Por exemplo, ao invés de ralar 1/2 beterraba, posso já ralar a beterraba inteira, a cenoura, o pepino e guardar durante 2 semanas neste saco sem me preocupar se vai estragar. O trabalho para ralar 1/2 beterraba ou 1 beterraba é o mesmo.

E se eu já deixar a maçã e a pêra descascada, a laranja já pra chupar, sem me preocupar se as frutas vão escurecer ou murchar?

Posso também embalar pedaços de queijos para aumentar a validade.

Acho que tudo vai depender da criatividade e das tentativas e erros.

Foi aqui que eu descobri o “kit conserva fácil”. No vídeo, a Sueli Rutkowski ressalta que o produto é vendido no Brasil. Pois fui procurar onde vendia e descobri que é na Cônsul (não, não é propaganda paga rs). E não achei caro não, viu?

Depois que eu testar, volto aqui pra contar se eu gostei ou não.

~ Yuka ~