Horta em vasos

Ter uma horta orgânica em vasos é um desafio.

Depois de muitas tentativas e erros, quero compartilhar alguns conhecimentos que adquiri:

TAMANHO DOS VASOS: O que eu considero mais importante para quem planta em vasos é verificar o tamanho dos vasos. Quanto maior o vaso, mais fácil controlar a umidade. Eu plantava antes em vasos menores, do tamanho de 10 cm largura x 20 cm comprimento x 12 cm de altura, e nunca dava certo. Não dava certo porque apesar de regar as plantas de manhã, como o vaso era pequeno, a água evaporava durante o dia e as plantas não agüentavam até receber a rega da noite. Então lembrem-se, comprem vasos grandes e se possível vasos altos. Assim, ao longo do dia, as minhoquinhas conseguem transitar entre ficar perto da superfície ou ficar no fundo do vaso que geralmente é mais úmido.

QUANTIDADE DE ÁGUA: Água é outra questão que deve ser tratada com cuidado. Alguns dizem que não se pode regar todos os dias porque as raízes das plantas apodrecem, outros dizem que é essencial a rega diária… Eu aprendi que é necessário sim regar todos os dias, mas em quantidades controladas. Se fez muito calor, dou água de manhã e a noite. Se fez um calor razoável, rego no dia seguinte na parte da manhã. Se fez um friozinho, dou só um pouquinho de água. Regar de manhã cedo é melhor do que regar a noite porque dependendo da espécie, a raíz pode pegar fungo ou pegar mofo. Já de manhã, as plantas absorvem a água e conseguem encarar um dia de sol com mais força. Só não vale regar quando o sol já estiver alto, pois a água cozinha dentro da terra e você sufoca as raízes e mata as minhocas. Rego o suficiente, mas não a ponto do vaso começar a escoar água, pois junto com a água, pode ir embora os nutrientes.

ÁGUA DA CHUVA: Se você tiver oportunidade de pegar um pouco de água da chuva, não hesite e deixe um balde no terraço do seu apartamento. Água da chuva com certeza é muito melhor do que água de torneira que vem com cloro. As plantas crescem mais viçosas e com energia quando chove, já tinham percebido?

ESCOAMENTO DA ÁGUA DOS VASOS: Eu acho essencial ter um suporte para vasos, para que os vasos não fiquem encostados no chão. E tenho 2 motivos para isso. O primeiro motivo é que fica muito mais fácil de limpar o chão. Com um esguicho de água, você retira a terra acumulada embaixo do vaso. E o segundo motivo que é o mais importante, evita o empoçamento da água. Eu reparei que a maioria dos vasos acaba criando um vácuo embaixo, impedindo a saída da água. Com o suporte, isso não acontece mais. Toda água que a terra não consegue absorver, escorre pelo fundo do vaso com a ajuda do suporte.

Suporte para os vasos das plantas

Suporte para os vasos das plantas

ADUBAÇÃO: Excesso de adubo é tão perigoso como falta de adubo. Ter uma horta não significa “mudas + terra + adubo + água + sol = sucesso garantido”. Muito pelo contrário, descobri que cuidar de uma horta é um pouco de química, de física, de matemática, de biologia tudo misturado. A terra precisa de algumas substâncias para que as plantas possam se nutrir. Em alguns casos, excesso de adubo pode queimar a planta, como é o caso de esterco de galinha. Tudo deve ser feito com muito cuidado, ler rótulos, estudar pela internet é essencial.

ANALISAR O LOCAL: Antes de sair para comprar envelope com sementes ou mudas, o local em que as plantas serão colocadas precisam ser estudadas. Quantas horas de sol seu quintal, varanda, terraço possui? O local recebe muito vento? É essencial que as condições climáticas do local e da planta estejam alinhadas. Da mesma forma que um peixe não vive fora da água, uma planta de sombra não sobrevive embaixo de sol.

COMPOSTAGEM: Fazer compostagem ou minhocário em casa pode virar um pesadelo com cheiro de lixão se não for bem feito, com larvas enormes de moscas (tentei 3 vezes, sem sucesso). Se for o caso, compre húmus de minhoca em lojas especializadas para adubar suas plantas.

AERAR A TERRA: Uma vez por mês, com auxílio de um garfo próprio para a jardinagem, afofo a terra em volta das plantas, tomando cuidado para não machucar as raízes. Pois com o tempo, a terra vai se compactando e ficando cada vez mais dura. Isso prejudica o desenvolvimento da planta, já que as raízes terão muito mais dificuldade para se alastrar e também prejudica a absorção do adubo. Ao colocar um pouco de adubo, eu retiro a terra endurecida e acrescento no lugar o adubo e misturo bem para incorporar com a terra.

MANTER A UMIDADE DA TERRA: Para manter a umidade da terra e evitar que a terra fique dura e ressecada, eu coloco um pouco de folhagem seca ou até mesmo cascas de madeira comprados em lojas especializadas, por cima da terra. Assim, evito que o vento leve a terra e ainda ajuda a manter a umidade da terra.

Esses são os principais tópicos em relação a quem está começando a ter uma horta em vasos.

~ Guta ~

Anúncios

Um comentário sobre “Horta em vasos

  1. Pingback: Suporte para os vasos das plantas | VIVER SEM PRESSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s