Como anda a minha horta orgânica

Uma coisa tenho aprendido com a minha horta: é preciso dar uma atenção diária para as plantas (e não apenas 2 vezes por semana, como eu achava).

Todo dia, a primeira coisa que faço ao acordar, é aguar a minha horta. Mas não é aquele “aguar de qualquer jeito”. É esguichar a água devagar, simulando chuva. Como a minha horta é cultivada em vasos, tenho que tomar muito cuidado para não deixar a terra seca. Sempre lembro que há minhocas morando nos vasos, e que por isso mesmo, a atenção tem que ser redobrada. Terra seca = minhocas mortas.

No final do dia, quando volto do meu trabalho, verifico se há alguma infestação de insetos como pulgão, cochonilha, lesma. Se o dia foi de muito calor, dou um pouco mais de água em todas as plantas. Como eu quero que a minha horta seja orgânica, todo produto que eu uso desde adubação até prevenção de insetos são feitos com produtos naturais.

E nos finais de semana alterno entre afofar a terra, retirar as plantas mortas, fazer adubação, trocar as plantas para um vaso maior, etc.

Ter uma horta em apartamento, definitivamente não é um hobby barato pra mim, pois preciso comprar desde vasos, adubo, até terra. Mas tem sido bem gratificante as poucas colheitas que tenho feito. Não vejo mais necessidade de comprar hortelã, salsinha, orégano, manjericão, manjerona, entre outros temperinhos, pois o que eu tenho tem sido suficiente para o meu uso.

Às vezes colho alguns poucos morangos, mas são os mais doces que eu já experimentei.

E tenho percebido que plantar não é tão fácil e simples como parece, mas com persistência é possível ter uma horta em casa.

Ainda cometo erros simples como excesso de adubação, excesso de água, falta de água, excesso de cuidados (como arrancar com perfeição toda folha amarela que vão surgindo pelo caminho, inclusive na cebolinha que descobri depois de muito tempo que não é para arrancar nada).

Segue algumas fotos da minha horta:

Tomilho e Alecrim
Tomilho e Alecrim
Orégano
Orégano
Morango
Morango
Manjericão
Manjericão
Manjerona
Manjerona
Hortelã
Hortelã
Cebolinha
Cebolinha
Coentro e salsinha crespa
Coentro e salsinha crespa
Tagete e Onze Horas
Tagete e Onze Horas
Capim Santo
Capim Santo
Salsinha
Salsinha
Lavanda
Lavanda
Capuchinha
Capuchinha
Pimenta
Pimenta
Salsão
Salsão
Erva Doce
Erva Doce
Nirá
Nirá
Shisô
Shisô
Mitsuba
Mitsuba
Anúncios

3 comentários em “Como anda a minha horta orgânica

  1. Oi Guta, fiquei apaixonada pela sua horta em vasos! Este ano cogitei fazer uma também e cheguei a comprar alguns vasos, mas depois pensei melhor e resolvi deixar para outro momento. Com 1 cachorro e uma mini floresta (orquídeas, suculentas, jabuticabeira e mais umas plantas aleatórias) achei que seria demais. Já estamos com lotação máxima 🙂
    Muito legal ler tua experiência, deve dar um prazer imenso colher frutas(amei os morangos!) e verduras fresquinhos assim!
    Abraço,

    1. Oi Bruna,
      A horta dá um certo trabalho, mas é bem gratificante. De repente, plantar temperos seria uma boa ideia pra você. Não dá tanto trabalho e é tão gostoso fazer um macarrão e temperar com manjericão, orégano colhido da hortinha. E o bom é que não precisa ficar replantando.
      Tenho muita vontade de ter um cachorro também, mas estou tomando coragem rs. Quem sabe daqui a alguns anos, quando vierem os filhos?
      Beijos,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s